Autor(a)

Pedro Meira Monteiro

Pedro Meira Monteiro é professor de literatura brasileira no Departamento de Espanhol e Português da Universidade Princeton. Publicou, entre outros livros: Um moralista nos trópicos – o Visconde de Cairu e o Duque de La Rochefoucauld.
Publicou o ensaio Atenção e indiferença: o sentido em Machado de Assis na revista da e-galáxia Peixe-elétrico #03.

Livros do(a) Autor(a)

Conta-gotas: Máximas & reflexões

R$0,00

Conta-gotas apresenta a produção de máximas e reflexões do professor de literatura brasileira da Universidade Princeton, Pedro Meira Monteiro.

Num tempo já marcado pela forma condensada e pela rapidez das novas mídias, Meira Monteiro atualiza a longa tradição de se escrever aforismos para refletir sobre os tempos fragmentados do novo século.

Gota por gota, palavra por palavra, a contemporaneidade é pensada através do filtro da literatura: “O fim é o fim da poesia”.

Segundo Fernando Paixão – que assina a apresentação –, “Em doses mínimas, o veneno faz bem ao intelecto”.

Esse Aires

R$19,90

Este volume do selo Peixe-elétrico Ensaios é todo dedicado ao romance Memorial de Aires, de Machado de Assis. São ao todo sete ensaios, mais o posfácio assinado por Hélio de Seixas Guimarães, fruto de um encontro de críticos e pesquisadores reunidos em Lisboa, no ano de 2017. 1. Abel Barros Baptista e Clara Rowland – I can not, etc. 2. Humberto Brito – A expressão sem nome 3. Joana Matos Frias – Das negativas: preterição e ventriloquacidade no estilo-Aires 4. Amândio Reis – Viver é um ofício cansativo: biografia, escrita e apagamento em Memorial de Aires 5. Ariadne Nunes – Pare no D 6. Luciana Schoeps – O autor defunto Aires e as rasuras do manuscrito de Esaú e Jacob: postura enunciativa, narrador e imagem autoral 7. Pedro Meira Monteiro – Minados pelo tempo: sujeito e vontade no Memorial de Aires Posfácio: Sobre restos, rasuras, elipses et cetera (Hélio de Seixas Guimarães)

Meios e finais

R$14,90

Meios e Finais – Conversas em Princeton é muito mais do que um livro de entrevistas com Ricardo Piglia. Como afirma Paul Firbas (organizador da obra) no prefácio: “A conversa é um dos gêneros prediletos de Piglia para a interseção entre a crítica e a ficção, e para buscar, de alguma forma, escapar do lugar de enunciação da academia e das autoridades. Sendo assim, tais conversas, logo convertidas em textos de crítica, configuram também os capítulos imaginários de algum romance epistolar entre amigos.”

A publicação surgiu a partir de uma roda de conversa, que aconteceu em novembro de 2010, entre o autor argentino e os professores e críticos literários Paul Firbas, Pedro Meira Monteiro e Fermín A. Rodríguez, sobre temas como cinema, política, tecnologia, leitura e controle social.

O título faz parte do selo Peixe-elétrico Ensaios, que apresenta ao leitor de língua portuguesa um conjunto de intervenções críticas em formato e-book.

Peixe-elétrico #08

R$14,90

Leia nesta edição:

Marxismo e Guerra
Étienne Balibar

Fascismo comum, sonho e história
Tales Ab’Sáber

Cartas
De Gilles Deleuze para Félix Guattari

Que horas são?
Zuca Sardan e Francisco Alvim

Nós não vamos pagar nada
Pedro Meira Monteiro

Deslocamentos e instabilidades na ficção de Luiz Alfredo Garcia-Roza
Adriano Schwartz

Canções pela vida toda
Ronald Polito

Tentação – Uma leitura do conto de Clarice Lispector
Fabiane Secches

Rubem Fonseca e o caso do testemunho ficcional
Lara Norgaard

A obra como vontade: uma experiência de escritura com Roland Barthes
Socorro Acioli

Chernóbyl – 30 anos e 1 dia depois (fotos)
Bianca Vasconcellos

Rap da República de Pindorama na Alemanha
Renata Martins