Autor(a)

Laura Erber

Poeta, artista visual e crítica, Laura Erber publicou, entre outros, o romance Esquilos de Pavlov e o infantil Nadinha de nada.
Pelo selo Formas Breves da e-galáxia publicou Bénédicte não se move.

Livros do(a) Autor(a)

Bénédicte não se move

R$4,90

Uma poesia gráfica para filosofar sobre a prosa ou uma narrativa breve para convulsionar a poesia? Esse conto-poema desenhado retoma o universo labiríntico e onírico de Bénédicte, iniciado com o “Bénédicte vê o mar” em 2011.

O trabalho de Laura Erber se caracteriza pelo constante trânsito entre linguagens e pelo modo como renegocia relações entre palavra, imagem e corpo. Poeta e artista visual, publicou “Körper und tage” (Merz-Solitude, 2006) com tradução para o alemão de Timo Berge “Vazados & Molambos” (Editora da casa, 2008), “bénédicte vê o mar” (Editora da casa, 2011) e “Esquilos de Pavlov” (Editora Alfaguara, 2013), dentre outros.

Formas Breves é um selo digital dedicado ao gênero conto. Seu único princípio é a qualidade. Com traduções diretas e exclusivas de grandes clássicos do conto universal ou com narrativas da nova geração de escritores em língua portuguesa, Formas breves é um ancoradouro desta galáxia chamada conto.