Autor(a)

Carol Rodrigues

Carol Rodrigues nasceu no Rio de Janeiro. Atualmente, trabalha como curadora de eventos de literatura na Biblioteca Mário de Andrade, em São Paulo. Seu primeiro livro, Sem Vista para o Mar (Edith, 2014), é vencedor do prêmios Jabuti e da Fundação Biblioteca Nacional na categoria Contos, em 2015. É formada em Imagem e Som pela UFSCar e fez mestrado em Estudos Internacionais de Performance na Universidade de Amsterdam. Foi autora convidada na Flip – Festa Internacional de Paraty de 2017. 

Livros do(a) Autor(a)

ilhós

R$11,90

Numa mistura um pouco estonteante de delicadeza e crueldade, entre um fundo lírico e uma prosa seca, os contos de ilhós exploram o desafio proposto para a autora: um texto dividido em duas partes, com dois personagens, cada um em uma parte. Em uma delas o personagem só vive no tempo e, na outra, o personagem só vive no espaço. É partindo dessa aparente limitação formal que a autora explora questões já presentes em seu premiado livro Sem vista para o mar (contos de fuga).

Este livro faz parte do Selo JOTA, que tem coordenação e curadoria de Noemi Jaffe. A ideia original desta coleção partiu do pioneiro e consagrado Oulipo, grupo de escritores entre os quais se incluíam Italo Calvino, Raymond Queneau e Georges Perec. Todos os livros do JOTA partem de um desafio, de restrições narrativas que, por paradoxal que pareça, atuam de maneira a incrementar o texto ficcional.

 

Orelhas

R$14,90

São 39 textos de orelhas de livros inexistentes. Ou inexistentes por enquanto. Talvez livros que estejam sendo escritos em algum lugar do mundo enquanto sua orelha foi pensada. Livros que nunca existiram e jamais existirão. Livros em línguas estrangeiras, em línguas mortas, inventadas. Exemplar único numa biblioteca bombardeada em Aleppo, molhado no fundo da carroça do morador de rua que percorre a cracolândia. Um manual. Um catálogo de uma exposição em uma galeria que já não existe mais. Um livro infantil que caiu atrás da cama e só será encontrado depois que a família se mudar. Enfim, livros imaginados.