Política, Filosofia e Ciências Sociais 

A máquina Pinochet e outros ensaios

R$14,90

A Máquina Pinochet e outros ensaios é um coletânea de textos críticos da escritora chilena Diamela Eltit, uma das grandes vozes do feminismo latino-americano. Durante a ditadura chilena, Eltit foi uma das criadoras do coletivo CADA (Colectivo de Acciones de Arte), responsável por utilizar a cidade como cenário de uma arte engajada e inovadora. Autora de romances importantes como “Lumpérica”, Eltit é também uma ensaísta delicada e poderosa, atenta a situações em que o corpo é o próprio palco da política. Os ensaios reunidos neste livro, traduzidos por Pedro Meira Monteiro, organizados e prefaciados por Meira Monteiro e por seu colega em Princeton, Javier Guerrero, trazem a voz única de Eltit para o público brasileiro, no momento em que é também lançado o seu primeiro romance em português.

Ambiente de trabalho

R$42,00

A luta dos trabalhadores pela saúde

A publicação desta segunda edição do livro-cartilha do italiano Ivar Odone vem à luz 34 anos após seu lançamento no Brasil e constitui-se numa iniciativa oportuna e necessária nesse momento em que uma nova reestruturação produtiva vem acompanhada de novas, rápidas e grandes mudanças nas maneiras de se comunicar e trabalhar, de pensar e sentir; enfim, de viver em sociedade. A presente edição foi ampliada com grande competência por um cortejo de textos de autores brasileiros que expõem e analisam a (re)apropriação dos preceitos, postulados e instrumentos de intervenção…

Cinema, representação e relações de gênero

R$14,90

Os artigos do livro Cinema, representação e relações de gênero refletem o boom das pesquisas de gênero e sexualidade no campo da Comunicação e especificamente do cinema. O objetivo desta publicação, produzida pelo Grupo de Pesquisa de Cinema da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (INTERCOM), é reunir contribuições de diversos autores para o campo acadêmico de estudos que foram historicamente pouco explorados no Brasil e atualizar a bibliografia referencial a esse respeito. Esse novo olhar não descarta a interseccionalidade, essencial para se pensar os estudos de gênero, ressaltando os aspectos de raça e etnia, sexualidade e classe social que permeiam a discussão sobre essa representação. O livro é o primeiro de uma série que pretende colaborar para a ampliação da discussão de temas do conhecimento científico referentes à cultura cinematográfica que permanecem à margem das pesquisas acadêmicas no Brasil.

Conta-gotas: Máximas & reflexões

R$0,00

Conta-gotas apresenta a produção de máximas e reflexões do professor de literatura brasileira da Universidade Princeton, Pedro Meira Monteiro.

Num tempo já marcado pela forma condensada e pela rapidez das novas mídias, Meira Monteiro atualiza a longa tradição de se escrever aforismos para refletir sobre os tempos fragmentados do novo século.

Gota por gota, palavra por palavra, a contemporaneidade é pensada através do filtro da literatura: “O fim é o fim da poesia”.

Segundo Fernando Paixão – que assina a apresentação –, “Em doses mínimas, o veneno faz bem ao intelecto”.

Cultura japonesa 1: o caráter nacional

R$14,90

Uma análise dos acontecimentos atuais, sua história e cultura.

Nesta edição:

O dever público e o grande terremoto do leste japonês

Um país virtuoso por meta

O Japão que Einstein viu

O orgulho da mulher japonesa – De “Bushidô para mulheres”

A revolução tecnológica das empresas tradicionais

A colônia Hirano – Sítio colonial pioniero estabelecido pelos japoneses

Cultura japonesa 2: Margarida Watanabe e a criação da Associação Católica Nipo-Brasileira

R$14,90

Uma análise dos acontecimentos atuais, sua história e cultura.

Nesta edição:

Dona Margarida Watanabe

Despejo de Santos

Por que o Guia Michelin traz mais restaurantes três estrelas em Tóquio que em Paris?

Por que balcões em restaurantes só existem no Japão?

Yasuhiro Yamashita. A construção da personalidade através do Judô

Os mil e centenas de anos de existência do Santuário de Ise

Édito imperial para a educação

 

Cultura japonesa 3: a cultura corporativa japonesa

R$14,90

Uma análise dos acontecimentos atuais, sua história e cultura.

O pai da indústria automobilística japonesa

Uma vida perseguindo sonhos

Filosofia corporativa de “Servir a humanidade”

Reforma econômica se inicia com recuperação da confiança

Vistos do diplomata japonês salvam as vidas de seis mil judeus

Formar pessoas é construir uma nação

Édito imperial para a educação

O primeiro nikkei a conquistar medalha na natação para o Brasil

 

Cultura japonesa 4: Ryo Mizuno, o pioneiro da imigração japonesa no Brasil

R$14,90

Uma análise dos acontecimentos atuais, sua história e cultura.

Nesta edição:

O sonho da construção de uma nação oceânica

Dois homens sem apego algum à fama ou fortuna e até à própria vida, salvam o Japão dos perigos de uma guerra civil

Samurais da suserania de Shonai se uniram para construir um Japão novo

A filha de um Samurai procura florir em terras estrangeiras

Depois da “Abertura do país”, a “Emigração”

Saquê japonês, uma tradição de 1300 anos

 

Cultura japonesa 5: a Casa Imperial

R$14,90

Uma análise dos acontecimentos atuais, sua história e cultura.

Nesta edição:

A casa imperial

Prece de uma dinastia inteira pelo bem-estar do povo

Sucessão Imperial – um sagrado dever hereditário

Palavras à sociedade nikkei no Brasil

Toshihiko Tarama – O “Tenson Korin” da era Showa

Membros da família imperial que sustentaram o fim da guerra

Trinta e três mil quilômetros até a recuperação

Imperador Kôkaku – Sessenta e dois anos de governo que alicerçaram a Restauração de Meiji

Discurso de Sua Majestade sobre as suas atribuições como símbolo nacional

Por que se discute a “abdicação em vida”?

Cultura japonesa 6: a diáspora de Okinawa

R$14,90

Uma análise dos acontecimentos atuais, sua história e cultura.

Nesta edição:

Guerra e migração – A diáspora de Okinawa

Reflexões sobre a Batalha de Okinawa

A Batalha de Okinawa

Os dois guardiões da ilha

Assim lutou o povo de Okinawa

A guerra na minha infância

A Batalha de Okinawa e os imigrantes okinawanos

A identidade uchinanchu entre as novas gerações

Festival mundial uchinanchu

Cultura japonesa 7: a Era Meiji

R$14,90

Era Meiji: 150 anos do início de uma época em que os samurais assumiram papel central na revolução que sacudiu o Japão feudal

A essência da história japonesa está sintetizada na Era Meiji (1868), um grande marco da história japonesa. Os leitores compreenderão a Restauração Meiji, revolução promovida pelos samurais em uma época crítica para o Japão, que havia se isolado do mundo por muito tempo. A única forma que o país tinha para não ser dominado pelas potências mundiais seria por meio de uma revolução capitaneada pela própria classe dominante do país, os samurais.

Economia ecológica e economia integral

R$14,90

Vivemos em um tempo marcado pelo uso predatório e irresponsável dos ecossistemas, em que decisões políticas e econômicas, casuísticas e imediatistas, põem à prova nossa capacidade de assegurar o futuro da humanidade no Planeta. Com tantas ameaças à vida, o que esperar das teorias econômicas e dos instrumentos de intervenção das políticas públicas ambientais?

Esta é a resposta que este livro procura arquitetar: a construção de uma estrutura analítica que integre o subsistema econômico dentro do sistema ecológico, modificando o atual paradigma no qual o subsistema ecológico é compreendido pelo sistema econômico.

Muitas fontes concorrem para formar o curso principal desse raciocínio. Dentre elas, as grandes correntes do pensamento econômico e a Encíclica LAUDATO SI’. Promulgada em 2015 pelo Papa Francisco, a Encíclica propõe as linhas de ação a serem perseguidas para mitigação da crise ambiental e oferece uma concepção de Ecologia Integral que articula a crise ecológica com a crise social.

Feminismo & príncipes encantados

R$14,90

“No bojo de um verdadeiro renascimento do movimento feminista a partir das mídias sociais, um grupo de “meninas” resolveu reler as histórias das princesas da Disney a partir das questões teóricas levantadas pelo conceito de gênero. “Ninguém nasce princesa, torna-se”, diriam, parafraseando Simone de Beauvoir.

Com seu estudo “Feminismo e príncipes encantados: a representação feminina nos filmes de princesa da Disney”, desenvolvido em 2013, Fernanda Breder foi a pioneira dessa linha de estudos dentro da Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Seu trabalho repercutiu e inspirou outras pesquisas sobre as princesas, abordando novos aspectos, como o novo papel reservado às vilãs e a representação da mulher oriental nesses desenhos. (…)

Dividido em “princesas clássicas”, “princesas rebeldes” e “princesas contemporâneas”, o trabalho de Fernanda desconstrói a ideia de que este imaginário construído pela Disney seja monolítico. Pelo contrário, mostra que, até por necessidade de alcançar uma audiência cujos valores estão em constante mutação, pode ser contextualizado e historicizado. A dona de casa exemplar Branca de Neve cede lugar à guerreira Valente, que se recusa a casar.”

Trecho do prefácio escrito por Cristiane Costa, Doutora em Comunicação e Cultura pela UFRJ.

O livro inclui ainda um estudo sobre as personagens Elsa e Anna, do filme “Frozen”.

Intervenções: álbum de crítica

R$14,90

Intervenções: álbum de crítica, de Ricardo Lísias, reúne seus trabalhos de crítica e intervenção no espaço público nos últimos quinze anos. Neste apanhado o autor confirma que, além de ser um dos nomes mais importantes da literatura brasileira contemporânea, situa-se igualmente entre os melhores jovens críticos literários do Brasil. Tal como se vê em seus romances e contos, nos trabalhos de leitura aqui reunidos evidencia-se o radical compromisso de Lísias com a estética & a política, indissociáveis em seus discurso e prática. Na contramão de tantas leituras atuais, seus textos sobre Marcelo Mirisola, Luiz Rufato, Bernardo Carvalho e Daniel Galera, entre outros autores, são funda mentais para a crítica de suas obras. Mas Lísias também se envereda por nossa tradição, avaliando os legados de Drummond e Orides Fontela, por exemplo. E vai além, ao abordar grandes autores da literatura mundial, como James Joyce, ou, mais contemporaneamente, Jonathan Littell, com seu polêmico romance As benevolentes. Lísias também é um dos mais bem informados escritores do país sobre a literatura latino-americana, particularmente a argentina, sendo essenciais suas observações sobre Antônio Di Benedetto, escritor argentino que só agora começa a ser conhecido entre nós. Por fim, seu compromisso político com a mudança da realidade o leva a se enveredar por temos polêmicos, como os sem-terra e os sem-teto ou os prêmios literários. O que ressalta do conjunto é, então, a enorme coerência de seu projeto crítico e literário, que não recua em tentar fazer da literatura e da linguagem um instrumento de libertação.

Jacques Lacan: Além da clínica

R$14,90

Texto integral da revista CULT especial Lacan.

Edição mostra em que medida o pensamento lacaniano contribui para os debates sobre filosofia moral, teoria do conhecimento, questões de gênero e o lugar da arte contemporânea

“A psicanálise é […] experiência única, aliás bastante abjeta, mas que é impossível recomendar em demasia aos que pretendem introduzir-se no princípio das loucuras do homem, pois, por se mostrar aparentada com toda uma gama de alienações, ela as esclarece”, Jacques Lacan

Com ensaios de: Antonio Quinet, Christian Ingo Lenz Dunker, Colette Soler, Dominique Fingermann, Eduardo Socha, Gilson Iannini, Guilherme Oliveira, Joel Birman, Marcus Cesar Ricci Teshainer, Maria Lucia Homem, Miriam Debieux Rosa, Nelson da Silva Jr., Paulo Beer, Ronaldo Manzi, Tania Rivera, Vanessa da Cunha Prado d’Afonseca, Vladimir Safatle.

Jornalismo século XXI

R$14,90

Jornalismo século XXI – O modelo #MídiaNINJA registra a trajetória inicial deste coletivo midialivrista, cuja história está ligada à dos vários coletivos espalhados pelo país e pelo mundo. Uma experiência que começou abalando o establishment da comunicação jornalística. Com seus smartphones, eles protagonizaram a grande novidade na cobertura das Jornadas de Junho.

Elizabeth Lorenzotti acompanhou esses acontecimentos durante 81 dias – entre 18 de junho e 7 de setembro de 2013. Quando explodiram as jornadas de protestos, conta a autora “entrei no Twitter e li: ‘Não precisamos de mídia partidarista, temos celulares!’. A tuitada daquele garoto, descobri em seguida, foi uma síntese perfeita de novos tempos na comunicação, para os quais a compreensão ainda é difícil.”

Os repórteres da mídia tradicional televisiva transmitiam do alto de edifícios, em razão da fúria dos manifestantes, que os expulsavam das ruas. Foi quando a autora encontrou no Facebook, a página N.I.N.J.A. (Narrativas Independentes Jornalismo e Ação).

A Mídia Ninja chegou a picos de audiência de mais de 120 mil espectadores. E desde junho, em seis meses, atingiu cinco milhões de visualizações. Mas seu desempenho rendeu uma enxurrada de denúncias contra o coletivo que os abriga, o Fora do Eixo, e mais do que acaloradas discussões em artigos de jornais e revistas, e na rede. E, por outro lado, inúmeras reportagens em importantes órgãos da mídia internacional, do New York Times e Wall Street Journal ao El Pais, Le Monde, The Guardian e, até hoje, em muitos outros.

Do modelo analógico, ligado à lógica do líder de opinião, o mediador, emitindo do centro para a periferia – a Mídia de Massa – passa-se ao digital – a Massa de Mídias, a construção colaborativa de narrativas e conteúdos feitos por muitos atores que resulta em uma pluralidade de pontos de vista, como vários especialistas nos explicam ao longo deste livro.