Humor

As alegres comadres do Negreiros

R$14,90

Lançado exclusivamente em e-book, “As alegres comadres do Negreiros” reúne pela primeira vez uma seleção dos desenhos dedicados às mulheres em mais de 40 anos de produção do artista paulistano Roberto Negreiros. Com prefácio de Ivan Angelo, o leitor vai encontrar entre os mais de 60 desenhos, o traço inconfundível do fino humor que há décadas dá vida às páginas das revistas VIP, Playboy, Veja, piauí, entre outras.

Crônica por quilo

R$19,90

Sátira política, crítica aos costumes, paródias, microrrelatos, poesia engraçada, aforismos, contos surreais, ficção científica de humor, personagens improváveis. Tudo a serviço da avacalhação ampla, geral e irrestrita; já que, “quando não se pode construir nada de bom, o que nos resta é esculhambar”, defende o cronista.

Sobre Carlos Castelo, que também foi fundador do grupo musical Língua de Trapo, pouco se sabe. E, dizem, ele aprecia isso. Luis Fernando Verissimo assevera que trata-se de uma raridade no panorama da crônica brasileira. Ruy Castro costuma dizer que, quando quer rir e se irritar, lê uma máxima de Castelo. E o crítico literário Manuel da Costa Pinto o coloca no mesmo rol de Millôr Fernandes e Verissimo, pelo “faro para o cômico e para as contradições do presente – satirizados na linguagem do presente”.

Confira nessa insólita reunião de 88 crônicas se o que atestam sobre Castelo é verdade. Nos tempos de hoje, mesmo com tantas louvações, nunca se sabe o que é real e o que é Fake News. 

Entre o frango e a crônica

R$7,90

Um frango atirado, uma árvore caída, uma lata de parafusos, um pedido de casamento. Entre o Frango e a Crônica traz uma breve seleção de crônicas onde os pequenos contratempos cotidianos encontram o bizarro e o inverossímil, numa narrativa descontraída e irreverente.

O demitido

R$35,00

Textos para teatro e TV

Pela primeira vez reunida, obra dramatúrgica individual de Felipe Pinheiro (1960-1993). São duas peças de teatro, sendo uma inédita, uma série para TV e oito esquetes. Além disso, inclui a peça Will, composta de cenas e sonetos de Shakespeare.

Com prefácio de Fernando Torres e Amir Haddad.

“Ao cultíssimo Felipe, coube uma existência gauche. Ele possuía o ardil dos perdedores, a argúcia dos fracos e a graça…

Somos todos zumbis

R$11,90

Somos todos zumbis é uma comédia tropicalista que mistura a série de TV The Walking Dead com o filme Jogos Mortais. Num futuro próximo, o mundo é dominado por uma imensa corporação e o politicamente correto virou lei. Os zumbis já foram aceitos socialmente (tal como os vampiros do seriado True Blood) e são considerados o tipo de funcionário ideal. Afinal eles não pensam, não tem crise ética, agem mais do que falam, sabem trabalhar em grupo e não tem medo da morte. Além disso, um zumbi bem treinado aprende a articular palavras e consegue decorar até 10 mil frases, como poesias do Paulo Coelho e aforismos de música sertaneja! Um sucesso!

É nesse mundo que o jovem nerd Galileu entra na UPP (Universidade Pública para o Privado) onde as cotas para zumbi já passam dos 50%. O curso em si é um imenso reality show para testar a fidelidade do aluno para virar celebridade. É ali que Galileu irá se envolver num triangulo amoroso — com uma humana e um colega zumbi — e em uma revolução para derrubada do apresentador e CEO Sandro Malluco, controlador de todo Império Zumbi.

Muito amor, muito morto e muita revolução numa comédia política tropicalista recheada de cultura pop. ”

Venha se divertir com Somos todos zumbis.